segunda-feira, 15 de outubro de 2012

[Dica] Quero fazer scrapbooking e não sei por onde começar. HEEELP!!!

Todo mundo que quer iniciar no scrapbooking e vai a uma loja específica para comprar materiais é atingido por dois pensamentos iniciais. O primeiro deles, acompanhado por uma grande empolgação e pelo brilho nos olhos igual ao de uma criança num parque de diversões, é: "Minha nossa, isso aqui é um universo de lindeza. Quanta coisa maravilhosa". Num segundo momento, porém, quando começa a olhar para a imensa variedade de materiais com calma (começa a ver os preços), a pessoa é tomada por uma leve ansiedade mesclada com um pitada de desespero, a respiração fica mais ofegante, o coração bate mais forte, e eis que vem a dúvida: "PelamordeDeus, por onde eu começo a compra? Eu vou sair daqui falida. É muita coisa".

Calma, minha amiga mulher, você não está só. Quando eu comecei (ou seja, foi um dia desses, porque não faz muito tempo), eu nem sabia para onde ir também. Na realidade, o meu primeiro contato meeeesmo com scrapbooking foi em 2010, quando estava nos preparativos do meu casamento, realizado em julho do ano passado. Aproveitando minha facilidade com trabalhos manuais, fiz toda a parte de papelaria e lembranças do meu chá de panela e do casamento (você pode dar uma olhadinha no que aprontei clicando aqui e aqui). Para tanto, pesquisei muito e sempre me esbarrava em trabalhos de scrapbooking. Ficava encantada diante de páginas e cartões lindos, sem contar a parte de scrap decor, mesmo antes de saber o nome que se dava para eles. Porém, como estava sem tempo (precisava casar), deixei o encanto de lado e segui no meu trabalho. 

Meus primeiros materiais: borracha; lápis; estilete; dois furadores de coração; cola glitter; cola cascorez; cola bastão; furador comum; régua de metal; fita dupla face; tesoura; e alguns papeis. Consegui emprestado, ainda,  pequenos furadores e uma tesoura decorada com uma amiga.

Em julho desse ano, com um ano de casada, resolvi comemorar Bodas de Papel com meu esposo. Preparei uma comemoração íntima e especial e, por ser Bodas de Papel, a decoração precisaria ser, necessariamente, de... Papel!

A decoração singela que fiz.

E não é que, novamente, pesquisando sobre Bodas de Papel, lá estava ele, sempre aparecendo, o danado do scrapbooking. Dessa vez, não resisti e resolvi me render de vez aos seus encantos. Desde então, venho investindo (feito uma louca) bastante na compra de materiais, pesquisando e confeccionando páginas e cartões. 

Pois bem, nesses meus passeios pela internet, eis que descubro um post mara da Ana Lins que remete justamente ao título desse meu post, ou seja, o que começar a comprar. Não vou detalhar, pois o texto da Ana é bastante conciso e claro. Além disso, trarei, futuramente, posts específicos sobre os diversos materiais e as ferramentas. Porém, para introduzir o assunto, comecem lendo o tópico completo aqui, ele vai dar uma boa ajuda para quem está iniciando.

Outra dica linda de meu Deus que dou é as aulas gratuitas da Paloma. Gente, essa menina não existe! Além de ser uma artista de mão cheia, ela teve a generosidade de preparar aulas para os iniciantes no scrapbooking. Vocês não têm noção de quanto isso me ajudou. A primeira aula dela vocês veem aqui, mas não deixem de acompanhar as outras.

Bem, gente, é isso. Da mesma forma que o scrapbooking é um universo, a internet também o é, e  pesquisando, conseguiremos encontrar diversos outros textos, vídeos e fotos sobre o kit inicial básico. Mas acho que esses dois blogs que apresentei já estão de bom tamanho. No próximo post, falarei um pouco sobre o vocabulário específico usado no scrapbooking. Até mais!    

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...